terça-feira, 15 de maio de 2018

O BRASIL QUE EU QUERO, poema do Poeta Afamado

Ivanildo Souza, Poeta Afamado

O BRASIL QUE EU QUERO!


Se for para não ter Democracia,

Não queira nem se candidatar!


Há quem diga que a eleição,

Teria que ser primeiro de Abril,

Especificamente aqui no Brasil,

Por conta de tanta enganação.

Por roubalheira e corrupção,

Que chega a nos envergonhar,

Mas aqui eu já quero avisar,

Nesta minha humilde poesia,

Se for para não ter democracia,

Não queira nem se candidatar!


O nosso Brasil está doente,

E a cada dia sofre mais,

Filas em postos e hospitais,

Deixando o povo descontente.

É muito triste e comovente,

Ver nosso povo se acabar,

Por isso, AWSamigo parlamentar,

Seja ágil, tenha mais atitude,

Se for para não cuidar da saúde,

Não queira nem se candidatar!


Eu quero é mais segurança,

E ter o direito de ir e de vir,

Direito de descer e de subir,

E retomar nossa confiança.

Manter em nós a esperança,

Aqui ou em qualquer lugar,

Tendo o prazer de desfrutar,

Da vida e ter mais liberdade,

Se for para não ter seguridade,

Não queira nem se candidatar!


Você começou lá do zero,

E estudou até se formar,

E, se começou se destacar,

Foi por mérito, teve esmero.

E o Brasil que quero e espero,

É que o pobre possa estudar,

Que o sucesso possa alcançar,

Tornando-se um bom cidadão,

Se for para não ter boa educação,

Não queira nem se candidatar!


Os professores municipais,

Também aqueles de estados,

Merecem serem respeitados,

E pela profissão, ganhar mais.

Governos federais e estaduais,

Têm que essa classe respeitar,

E se você chegou ao patamar,

Foi o ensino que te fez doutor,

Se não respeitar cada professor,

Não queira nem se candidatar!


Cuidar do esporte e lazer,

De cada programa social,

Os dos problemas em geral,

Fazendo nosso País crescer.

E se tá querendo se eleger,

Do povão tem que gostar,

Não deixando nada faltar,

Do emprego até a moradia,

Se for para não ter cidadania,

Não queira nem se candidatar!


Cuidar das nossas crianças,

O futuro do nosso Brasil,

Tornando esse País Varonil,

Numa nação de esperanças.

Quero um Brasil de bonanças,

E cada coisa em seu lugar,

Pra que possamos se orgulhar,

Dessa nossa nação adorada,

Se for para não amar a garotada,

Não queira nem se candidatar!


Quero mais inclusão social,

E muito mais infraestrutura,

Eu quero uma nação futura,

Com uma igualdade social.

Que faça somente o essencial,

Mas que não deixe nada faltar,

Pois, não podemos mais ficar,

Num sofrimento ininterrupto,

Se for para ser outro corrupto,

Não queira nem se candidatar!


Você já foi menino e cresceu,

E tornou-se um adolescente,

E na vida, consequentemente,

Ficou adulto e envelheceu.

As lições da vida, aprendeu,

Certamente aprendeu a amar,

Mas se você quer se popularizar,

Seja um parlamentar cuidadoso,

Se for para não respeitar o idoso,

Não queira nem se candidatar!


Que você, governante, aprenda,

A matemática da divisão,

Sabendo dividir para nação,

Tirando do papel tal emenda.

E que a distribuição de renda,

Faça toda a nação prosperar,

Fazendo a pobreza se acabar,

Vivendo todos em harmonia,

Se não entende de economia,

Não queira nem se candidatar!


Não gastar o dinheiro alheio,

Não pegue o que não for seu,

Aceita o que Deus te deu,

Roubar a população é feio.

E assegure o seu anseio,

Sendo um homem exemplar,

Não adianta querer se exaltar,

Seja homem honesto e sensato,

Se for para cometer peculato,

Não queira nem se candidatar!


Se o pão que nos alimenta,

É o fruto que vem da terra,

Então, pra que fazer guerra,

Com aquilo que nos sustenta?

E se hoje sua mesa ostenta,

Foi do agricultor o cultivar,

E pra que possamos se alimentar,

Doe terra, com mais estrutura,

Se não cuidar da agricultura,

Não queira nem se candidatar!


A nossa cultura em geral,

Precisa de quem dê valor,

Ser vista com mais amor,

Tornando assim, mais especial.

O nosso lindo folclore afinal,

Não pode jamais acabar,

Pois, essa crença popular,

Para mim, é uma arte pura,

Se for para não valorizar a Cultura,

Não queira nem se candidatar!


Que seja gente de coração,

Que promova a paz, tenha luz,

Tenha o Espírito de Jesus,

Amando essa nossa nação.

Que não caiam em tentação,

Querendo a riqueza abarcar,

O político tem que trabalhar,

Exercendo assim, a democracia,

Se for para proclamar a hipocrisia,

Não queira nem se candidatar!


Todos nós temos uma devoção,

Até mesmo sendo um ateu,

Seja um budista ou um judeu,

Cada um segue a sua religião.

Tenha mais amor e atenção,

E queira as igrejas respeitar,

Porque ninguém pode ignorar,

Do catolicismo, ao candomblé,

Se for para não respeitar nossa fé,

Não queira nem se candidatar!


Todos nós somos iguais,

Independente de raça e cor,

Somos filhos do mesmo amor,

Da fé e das forças Divinais.

Então, preconceito jamais,

Tudo isso tem que acabar,

Tem que aos irmãos amar,

E acrescento nesta lista,

Ser for para ser um racista,

Não queira nem se candidatar!


Cuidar dos nossos animais,

Abandonados e sem abrigo,

Do gatinho ao cãozinho amigo,

Dando carinho e muito mais.

Também dos nossos mananciais,

Que tem grandeza espetacular,

E as nossas matas preservar,

Cuidando bem dessa riqueza,

Se for para desprezar a natureza,

Não queira nem se candidatar!


Respeito à classe feminina,

Dando a ela o direito social,

Tanto na área profissional,

Quanto em qualquer disciplina.

A mulher é mais que Divina,

E tem o direito de se destacar,

E eu sei, amigo parlamentar,

Não és filho de uma qualquer,

Se for para não respeitar a mulher,

Não queira nem se candidatar!


Já está dado o meu recado,

Com muita ética e respeito,

Ao presidente, vereador, prefeito,

Governador, senador e deputado.

Que não faça nada de errado,

E por favor queiram me escutar,

Não queira um cargo pleitear,

Na ganância de mais dinheiro,

Se for para não ser verdadeiro,

Não queira nem se candidatar!


Se não falei tudo que pude,

Mas valeu a minha intenção,

Que a partir do dia da eleição,

Essa nossa terra adorada mude.

Que cada político tenha atitude,

E faça esse meu Brasil mudar,

Não deixando nada a desejar,

Sem tornar esse torrão trágico,

Se for para não ser democrático,

Não queira nem se candidatar!


Em fim, mais saúde e educação,

Mais crianças nas escolas,

E sem acostumar com esmolas

A nossa pátria, a nossa nação.

Mais respeito e mais atenção.

Sem ter que o pobre humilhar,

Seja humilde e saiba amar,

Tenha caráter e compromisso,

Se for para não fazer nada disso,

Não queira nem se candidatar!


(Ivanildo Souza, o Poeta Afamado!) Contato: 79 9 9153-3985 (WhatsApp)

sexta-feira, 11 de maio de 2018

JAPARATUBA: XXII FESTIVAL DE POESIA FALADA “POETA GARCIA ROSA”, 2018

XXII Festival de Poesia Falada


Prefeitura promove XXII Festival de Poesia Falada

A Prefeitura de Japaratuba, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Eventos, abre inscrições para o XXII Festival de Poesia Falada Poeta Garcia Rosa – Prêmio “ Pedro da Cultura ", que ocorrerá no dia 9 de junho, às 20hs, no Barracão Cultural.

Além de troféus, aproximadamente R$ 6 mil em premiação para os primeiros colocados, cabendo ao poeta cuja poesia ficar em primeiro lugar o prêmio de R$ 1.500 reais.

Nesta edição, o homenageado será o poeta Pedro da Cultura (Professor da rede municipal de ensino, formado em Letras e idealizador do Festival de Poesia falada de Japaratuba).

As inscrições foram abertas, nesta quinta-feira dia 10, e prosseguirão até o dia 01 de Junho, devendo ser realizadas na Secretaria de Cultura, situada na Avenida Otávio Acioli Sobral, das 8h às 13h, ou pelo email (seculte@japaratuba.se.gov.br).

“É com imensa honra que, nesta edição desse momento apoteótico, homenagearemos o professor e poeta PEDRO DA CULTURA, que além de ser um JAPARATUBENSE apaixonado pela cultura, ele foi o idealizador deste Festival que já se consagrou como um marco literário no nosso Estado”, enfatizou a prefeita Lara.

Baixe aqui o edital

Fonte: http://www.japaratuba.se.gov.br/noticias/edital-xxii-festival-de-poesia-falada-%E2%80%9Cpoeta-garcia-rosa%E2%80%9D

quinta-feira, 12 de abril de 2018

EJA da Escola Gonçalo Rollemberg realiza evento literário e cultural

Apresentação MacunaímaFlávio Hora_Café Literário

Gibras_Café LiterárioEuterpe_Café Literário

Na noite do dia 11 de abril, o Colégio Estadual Senador Gonçalo Rollemberg realizou o I Café Literário da EJA. Um Projeto idealizado pelo professor Jorge Marcelo Ramos e abraçado por toda família Gonçalo. A proposta do Café Literário foi apresentar aos alunos da EJA os escritores, poetas e demais artistas da cidade através de obras literárias, exposições, teatro, jogral, cordel, música e sergipanidade. O Café teve em sua abertura a execução do Hino de Sergipe sendo brilhantemente tocado pela Filarmônica Euterpe Japaratubense. Sendo assim, a família Gonçalo vem agradecer a todos que estiveram envolvidos na organização do projeto, especialmente a Gilberto Santos, Flávio De Jesus Hora, a Companhia de teatro Rebiboka da Parafuzeta, Morgana Nunes, Euterpe, Antony Sá, ao nosso professor Jadson Rocha e nossos alunos Frank Suel e Pretinho Willys pela belíssima apresentação. Agradecemos também a equipe diretiva, funcionários e nossos queridos professores por acreditarem no pontencial dos nosso alunos. Alunos estes que foram as verdadeiras estrelas da noite quando executaram o projeto com tanto empenho, dedicação e competência, PARABÉNS! Aos colaboradores Açaí Ju e Juh, Supermercado Itabaiana, Lanchonete TopDog, Ronaldo da Sapucaia, Supermercado Silvio Ramos, Cléber da DRE'04 e demais amigos da escola, nosso MUITO OBRIGADA!

Publicado em: Senador Gonçalo Rollemberg


Veja também a repercussão no site da SEED/SE

I Café Literário da EJA do Gonçalo movimenta Japaratuba

Foto: Divulgação


Por Lívia Lessa

Os alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), do Colégio Estadual Gonçalo Rollemberg, em Japaratuba, unidade escolar circunscrita à Diretoria Regional de Educação 4 (DRE´4), participaram, na noite desta quara-feira,11, do I Café Literário da EJA do Gonçalo.

A chefe do Serviço de Educação de Jovens e Adultos (Seja), Aldjane Moura, afirmou que o Governo de Sergipe, por meio das ações e estratégias da Secretaria de Estado da Educação (Seed), busca iniciativas que possam colaborar na melhoria da qualidade do ensino público e consequentemente promover avanços no cenário educacional.

"A realização de eventos pedagógicos como o I Café Literário da EJA do Gonçalo só favorece o processo de ensino e aprendizagem. Além disso, os jovens têm a oportunidade de apresentarem o que aprendeu em sala de aula, proporciona a sociabilização e amplia o repertório destes estudantes", reconheceu Aldjane Moura.

Durante o evento, os alunos fizeram homenagens aos escritores da cidade, foi realizado um café literário. A iniciativa teve também com exposições, apresentação teatral, musical, audições de livros, poesias serão declamadas, entre outras atividades. Marcaram presença no encontro os poetas Flávio Hora e Gilberto Santos.

Leia a matéria na íntegra: http://www.seed.se.gov.br/noticia.asp?cdnoticia=13232

terça-feira, 27 de março de 2018

CDL/DORES: Acontece a festa de posse da nova diretoria

CDL_PosseCDL_Posse2CDL_Posse3Foto: CDL/Dores – Divulgação

CDL /DORES FAZ FESTA PARA CELEBRAR POSSE DA NOVA DIRETORIA E HOMENAGENS

Na noite do último sábado, 24/03, numa Festa bastante concorrida na Casa do Lojista (sede da CDL /Dores ), aconteceu um grande Evento que marcou a Posse da Nova Diretoria e Homenagens a Lojistas, Empreenderes e colaboradores.
Estiveram presentes à Cerimônia: João Lima ( Ex-Presidente da CDL /Dores, Diretor da FCDL/SE, representando o seu Presidente, Edivaldo Cunha ); o Deputado Estadual Georgeo Passos; os Prefeitos: Dr. Tiago(Dores ) e Antônio Passos (Ribeirópolis ); os Vereadores: Prof. Vado e Macambira (Dores ), Arilson (Capela ), Adilson, representando o Prefeito Volney Leite de Carmopolis, Luizinho Guimarães, Ze Augusto e Genilda (Carmopolis ), Prof. Luiz Carlos (Academia Dorense de Letras ), Lojistas, Homenageados e convidados.
A Diretoria Empossada para o triênio 2018-2020, é Presidida por Luiz Odelio que tem como missão, junto com a sua Diretoria, comandar uma Entidade de Classe forte e respeitada, considerada umas das principais CDLs do Interior do Estado, com jurisprudência em 10 cidades na região(Dores, Capela, Carmopolis, Japaratuba, Cumbe, Siriri, Pirambu, Santo Amaro, Rosário do Catete e General Maynard ), justamente em um dos piores momentos da economia do País. Grande desafio!
Os homenageados foram escolhidos pela Diretoria, dentre aqueles que se destacaram em 2017 e/ou deram grande apoio e parceria com a CDL, como forma de gratidão e reconhecimento : Lojistas do Ano: Neto, Namorei Confeções (Dores ), Adelmo, Supermercado Marajá (Capela ), Juan Rivas, Casa de Móveis Brasília (Carmopolis ); Empreendedores do Ano: Supermercado Martins, Canal Top e Aécio Empreendimentos e Incorporações; Homenagem Especial : Major Wembley (Ex-Comandante do 9o BPM de Carmopolis ) e Escritório Regional do Sebrae /N. Sra. da Glória; Instituição Financeira : CEAPE-SE; Mérito Lojista : Manoel Francisco (Premoldados São Francisco.
Logo após, foi servido um coquetel e show com a Banda Colibri.

Fonte: CDL /Dores

quinta-feira, 8 de março de 2018

TODO DIA É DIA DE AMAR UMA MULHER

www.flaviohora.blogspot.com.br (1)

A alma feminina é uma coleção de dons, experiências, dores e esperança, cada uma na sua intensidade e na sua realidade. Amar é uma escolha que já vem predestinada. E caso não externe esse “amor” estará fadada à infelicidade. Então, só nos resta retribuir todo esse amor.

Todo dia é dia de amar uma mulher!

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

CULTURA: Conselho realiza reunião extraordinária

Reunião dp CMPC

A Reunião EXTRAORDINÁRIA do Conselho Municipal de Políticas Culturais foi realizada às 09:00h, hoje, quarta feira, 28 de Fevereiro, na Casa dos Conselhos, situada na Avenida Dr.Otavio Acciolly Sobral.


PAUTA:

1° -Leitura e apreciação da ata anterior.

2°- Informes

3°- FMC ( Lei n°570/2014- Regulamentação.

4°- Planejamento para realização  de um novo fórum de Cultura.

5°- Resposta da gestão sobre o pedido da Assinatura do decreto de  nomeação dos Conselheiros Eleitos  pra o Biênio  2016/2018.

6°-Afastamento de Membros

7°-O que ocorrer.


Reunião do CMPC


28/02/2018, Por Gibras

Mais uma reunião do CMPC sem participação efetiva dos colegiados Trabalhadores e  gestão(que falta sapiência, desprendimento  e consenso pra fortalecer o Controle Social; continuamos na lida - não seja por falta de reconhecimento de direito(Decreto de nomeação) que, precarizado, o Conselho deixa de funcionar de fato. Atentemos em conhecer e validar as Leis e Resoluções! Abraços.

sábado, 24 de fevereiro de 2018

DÊ UMA OLHADA no livro Fim de Primavera!

stockmen (1)

Fim de Primavera são reminiscências, onde o poeta descreve e narra fatos de sua vida que marcaram sua infância e adolescência, já que está no fim da primavera (da vida) que se confunde com a estação. Poemas de amor, reflexão e lembranças do passado!

Categorias: Literatura Nacional, Não Ficção, Poesia
Palavras-chave: amor, amorosas, aventuras, paixão, poesia, reflexão


DE QUE TRATA O LIVRO?

Fim de Primavera é uma coletânea de poemas que traz significados de experiências do eu-lírico vividas no passado e agora filtradas pela reflexão filosófica, mostrando a nova personalidade do autor.

QUAIS OS TEMAS PRINCIPAIS?

Lembranças da infância e adolescência: o poeta relata as suas conquistas e decepções amorosas e o aprendizado dessa experiência em sua vida atual;

Temas do Cotidiano e meio em que vive: o autor aproveita para analisar o seu tempo e tudo ao seu redor, refletindo sobre as consequências e ilusões que o tem suscita;

Perfis de mulheres: F. J. Hora é apaixonado pela alma feminina. Sua obra reflete e contempla a beleza e o encanto feminino de forma elevada, descrevendo o porte médio e o corpo de forma sensual;

Modelo de Vida: O eu-lírico está sempre preocupado com os estresses da vida moderna, por isso recriou uma realidade onde reinam o amor, a liberdade e a natureza;

Religiosidade: Uma poesia que fala de Deus e suas obras


COMPRE AQUI